Skip to content

VACINA CONTRA DEPRESSÃO

março 9, 2010

Oi queridos, estou chocada. Estava lendo uma reportagem no site do Terra que fala sobre depressão e diabetes. A matéria se refere a uma pesquisa que foi realizada nos EUA e aponta que diabéticos depressivos apresentam um risco maior de desenvolverem demência. A pesquisa é bem interessante e me fez, mais uma vez, parar para refletir no que anda acontecendo cada vez mais nos dias de hoje. Uma em cada cinco pessoas que conheço já teve algum tipo de depressão. Não estou falando daquela depressão bobinha de quando se é adolescente e leva um fora do namorado, estou falando de depressão real, que afunda e joga a pessoa no fundo de um poço que parece não ter mais volta.

Tenho amigas muita amadas e queridas que passaram, e algumas estão passando, por este problema. É muito triste ver pessoas que sempre tiveram uma vida tão equilibrada e feliz tendo que tomar remédios e tendo crises de depressão. O mundo realmente está engolindo as pessoas. O tempo acelerado, a urgência em fazer tudo para ontem, os compromissos e agenda sempre lotada estão levando as pessoas à morte com conta gotas.

Esta matéria do Terra fala do diabético depressivo, mas eu vou falar na depressão de um modo geral. Se a pessoa não tem diabetes e o risco de ter demência é menos, ela pode desencadear outra coisa tão grave quanto isso. A dependência por remédios antidepressivos é um exemplo.

Agora, direto aos meus companheiros diabéticos, ninguém tem que usar a diabetes ou qualquer doença que seja como desculpa para a depressão. A depressão em si já é uma doença, e tem que ser tratada. Nada do que passamos e sofremos é maior do que aquilo que podemos suportar, o maior médico de todos os tempos disse isso: Jesus.

Por isso, por mais adversa que possa parecer uma situação, temos que ter a cabeça firme e afastar os maus pensamentos, o derrotismo, a insegurança, a ansiedade e etc. Sei que às vezes é muito difícil, mas mais difícil ainda é curar a doença. Por isso, vacine-se, precavinasse para que ela não chegue até você.

Sorria, não leve tudo tão a sério, relaxe, sonhe, ande, contemple o céu, se estiver parada no trânsito coloca no rádio a música que você mais gosta e lembre de tudo de bom que você já sentiu ouvindo esta canção, seja gentil com os outros por mais que os outros não seja gentil com você, perdoe sempre (mesmo que você esteja certo), converse com Deus (com certeza ele é o ÚNICO que vai ter ouvir e sempre vai ter a resposta certa para os seus questionamentos), brinque com seus animais, brinque com seus filhos, veja menos televisão, leia mais, converse mais com seu marido ou esposa, seja amigo de seus vizinhos, tenha sempre um sorriso otimista no rosto mesmo que o dia esteja cinzento e molhado, ande descalço em casa, tome banho de mangueira no calor, tenha ataques de risos, use menos creme anti-rugas e curta seu amadurecimento, afinal isto faz parte da vida, não tenha vergonha de dizer sua idade foi através destes anos que você cresceu e se tornou quem é hoje e, principalmente, NÃO DESISTA NUNCA DE SER FELIZ!

Pode ter certeza que com pelo menos 5 atitudes dessas diariamente você já estará se precavendo da pior doença de todos os séculos. Ela é sorrateira, traiçoeira e quer te aniquilar, seja esperto e acabe com ela antes que ela chegue até a sua porta.

Bjssssss cheios de felicidade e bênçãos!!!

Link:

http://saude.terra.com.br/interna/0,,OI4308453-EI1497,00-Depressao+aumenta+risco+de+demencia+entre+adultos+com+diabetes.html

Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. mel permalink
    março 19, 2010 10:28 am

    Ontem descobri que sou diabetica, tenho 44 anos e nunca havia tido nada, inclusive com exames todos normais, agora te pergunto, foste sempre assim???? vou ter uma vida normal???poderei comer meu file a cubana na boa??? peso 125 kilos, 1.60. e parei no hospital com 350 de glicose… e isso, ja marque endocrino… vou ter uma vida normal????

    • blogueiradiabetica permalink*
      março 21, 2010 1:50 pm

      Oi Me, tudo bem?!
      Sim, você terá uma vida normal. Só depende de você. Com o controle certinho, tomando a medicção corretamente e seguindo tudo certo você poderá sim levar uma vida normal. Em primeiro lugar você terá que encontrar um bom endocronolgista o qual você confie e te passe segurança. Siga as orientações dele e com certez você poderá sim comer seu filé à cuba, com modereação, quando sua taxa glicemica estiver controlada. NÃO DESISTA e não fique nervosa, isso é pior para a glicose do que certos alimentos. Deus te abençoe e que dê tudo certo para você!!!!!

      Bjssss
      Bianca

    • jane permalink
      março 22, 2010 11:51 pm

      Oi mel !
      Ja pensou na cirurgia de reducao do estomago? eu fiz fazem 2 anos e amo cada dia sem restricao alimentar e o fantasma da diabetes me sondando! pesquise sobre a cirurgia bariatrica bay pass SEM ANEL .Eu nao passo vontade de comer absolutamente nada!!! depois de uma vida de restricoes , exercicios, estou livre e feliz! desejo isto a todos! beijos!

  2. jane permalink
    março 22, 2010 11:54 pm

    Oi Bianca! minha cachorrinha esta diabetica, to pirando com a insulina, ela grita e fogo toda vez que eu vou aplicar……voce conhece alguem que esteja nesta situacao tambem? estou pensando em comecar um blog pra dividir isto com as pessoas…as vezes fico 1h e 40 min p conseguir aplicar a insulina……..eu nao desisto, ela e muito amada e se sente tao bem quando esta devidamente medicada…..
    agente faz cada coisa por amor ne?
    beijocas!

  3. Dr. Filipe Weiss permalink
    junho 15, 2010 1:37 am

    A moça, sendo portadora de DM2, dificilmente preencherá os critérios para a cirurgia bariátrica, independente da técnica usada (Fobi, Fobi-Capella, Scopinaro, etc). O balão, a título de informação, está em desuso devido à comprovação da sua eficácia limitada. A partir dos dados antropométricos da moça, é alta a probabilidade de ela sofrer da chamada Síndrome Metabólica (subseqüente à dislipidemia), que provavelmente foi o fator precipitante do DM2.

    P.S.: Srª Bianca, é louvável seu trabalho informativo, mas tome muito cuidado com o que passa adiante, pois você pode acabar se tornando uma arma para a disseminação de informações de baixa credibilidade quando se submete a fontes duvidosas, como sites de notícias. Lembre-se sempre: a medicina atual é baseada em evidências e, portanto, somente uma compilação de trabalhos científicos complexos ao longo de anos é capaz de gerar algo próximo de uma verdade médica. Pesquisas de qualidade duvidosa são publicadas diariamente em diversos sites, galgadas em trabalhos fúteis que tiram conclusões absurdas e que acabam assustando a população leiga.

    P.S.S.: Essa vale pra você: nenhum paciente crônico leva uma vida normal e você sabe muito bem disso. Sua situação é relativamente mais favorável que a da moça, visto que já convive com sua doença há muito tempo e soube se adaptar adequadamente (característica mais prevalente em pacientes portadores de DM1). Entretanto, no caso de portadores de DM2 (especialmente os dislipidêmicos), o controle é difícil, visto que há a necessidade da abolição de vícios com os quais a pessoa muitas vezes convive por décadas. Sim, o controle é um pouco mais fácil, mas a adesão plena ao tratamento é baixa.

    Por fim, quanto ao post sobre a depressão no paciente diabético, é um quadro comum que pode ou não estar associado à própria neuropatia diabética (não sabemos até que ponto). Para que você não se sinta sozinha, saiba que muitas doenças crônicas culminam neste quadro depressivo com certa facilidade e o controle é totalmente executável. É importante sempre tomar cuidado com o fato de que o descontrole emocional pode descompensar sua doença de base, portanto, nunca se deixe abater.

    Qualquer coisa, estamos por aí. Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: