Skip to content

A ESPERA DE UM MILAGRE

setembro 25, 2009

Pelos comentários que recebi no meu último post, realmente vi que os leitores queridos deste blog gostaram muito das dicas que dei. Por isso, me comprometo a sempre dar dicas quando surgir alguma novidade importante.

Percebi também a indignação de muitos em relação ao problema com o medidor de glicemia específico (post do dia 08/09/2009). Realmente a notícia é muito triste para todos nós diabéticos, afinal todos dependemos desses aparelhinhos para controlar o bem estar de nosso dia-a-dia.
Para aqueles que não são diabéticos e não entendem nossa rotina de medidores, insulina e tudo mais, segue abaixo uma breve e fácil descrição de o que é a diabetes e como funciona nosso organismo (ou melhor, como não funciona).

Nosso corpo se alimenta, principalmente, de duas substâncias:

A primeira é o açúcar, que dentro do organismo é chamado de glicose e vem dos alimentos!

A segunda substância é o oxigênio, que está no ar que a gente respira!

O açúcar (glicose) e o oxigênio são transportados pelo sangue e distribuídos para todos os órgãos e células do nosso corpo.

As células por sua vez, transformam o açúcar e o oxigênio em E N E R G I A.

Para isto tudo acontecer, o açúcar que está no sangue precisa passar para dentro da célula.

Como o açúcar não consegue passar sozinho, o organismo utiliza um “transportador” chamado INSULINA.

E o que é a insulina?

A insulina é uma substância produzida pelo organismo (pâncreas) e tem por finalidade colocar a glicose dentro da célula, para que esta possa produzir a energia necessária à vida.

E o que é o diabetes?

É uma doença que acontece quando o organismo produz pouca ou nenhuma insulina.

E sem insulina a glicose não entra na célula. E o corpo inteiro adoece!

A quantidade de insulina produzida vai depender da quantidade de açúcar que comemos.

Quanto mais açúcar a gente come mais o pâncreas tem que trabalhar!

Resumindo, nós diabéticos, que dependemos da insulina para nos dar energia, precisamos controlar constantemente a taxa de glicose em nosso sangue para que possamos saber qual será a dose de insulina que deveremos tomar.

Entenderam?
Por isso a notícia de que alguns medidores de glicemia não funcionam corretamente é assustadora. Aproveito aqui para colocar a reportagem que saiu Diário de São Paulo, do dia 19 de agosto deste ano. É o cúmulo. Os negritos são as partes que achei importante destacar.

Teste de glicose está na mira dos Estados Unidos

“O governo dos Estados Unidos realizou nesta semana um alerta que vai deixar muitos diabéticos preocupados. Acontece que os equipamentos usados para monitorar a taxa de açúcar no sangue estão apresentando resultados alterados. A diferença chega a 15% mesmo em pacientes saudáveis, que não possuem nenhuma outra doença. (Nota do blog: Detalhe que o assessor da Roche quando me ligou garantiu que isso acontecia somente com os pacientes que tinham os problemas citados no longo da matéria, mas não é isso que diz o estudo do FDA)

Mas no caso de diabéticos que também tenham insuficiência renal, por exemplo, o resultado pode ser tão distorcido que levaria o paciente a tomar uma dose fatal de insulina.

De acordo com o FDA, órgão que regula a comercialização de medicamentos nos Estados Unidos, existem medicamentos que podem distorcer a avaliação de glicose no sangue. “A diálise peritonial, em alguns casos, possui até glicose entre as substâncias injetadas no paciente”, explica Marília de Brito Gomes, presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD).

Os açúcares de frutose, por exemplo, estão presentes em outros medicamentos e até em alguns doçantes. “Até xaropes possuem essa substância. Se ela estiver em grande quantidade, haverá problemas”, comenta a especialista.

No alerta do FDA, aparelhos das farmacêuticas Abbott e Roche são citados. Eles funcionam retirando menos que uma gota de sangue da ponta do dedo. Com essa pequena amostra, é apresentado um valor, que representa a quantidade de açúcar presente no sangue.
A partir dessa informação, o paciente decide se é preciso injetar uma dose de insulina ou não no organismo. Mesmo em hospitais, quando o paciente está passando por tratamento com auxílio médico, o próprio profissional de saúde pode recorrer aos medidores para saber qual dose deverá ser dada.

Em resposta ao alerta, a Abbott informou que possui duas tecnologias no país para medição de glicose. “A tecnologia GDH-PQQ, citada no recente alerta do FDA, não é utilizada nos produtos Optium, Optium Xceed e Precision PCx. Já o produto Optium Mini, que utiliza a tecnologia GDH-PQQ, não é indicado para uso em hospitais”. Já a Roche, procurada pelo DIÁRIO, não deu retorno.”

Olha não quero ser chata, nem parecer implicante com a Roche, mas vem cá, que falta de comprometimento é essa? Estamos falando de saúde. Pessoas podem morrer se tomarem a dose de insulina errada. Sabe, continuo indignada com essa história e enquanto não haver um posicionamento das empresas que fabricam medidores de glicose não vou sossegar. É isso! Continuarei aqui a espera de um milagre.

Um sexta-feira excelente a todos!

Ps:. Referência da explicação sobre o que é a diabetes: Uma mistura de inúmeros materiais que já li, livros de ciência da época da escola e outras leituras mais específicas.

Beijos no coração e que Deus os abençoe.

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. Raimundo permalink
    setembro 25, 2009 2:59 pm

    De pleno acordo com vc!!!!
    Precisamos de respostas,comprometimento e respeito!
    Parabens mais uma vez por sua iniciativa

    Bjs

  2. Angela permalink
    setembro 25, 2009 3:04 pm

    Espera de um milagre mesmo!!

  3. Renner Cardoso permalink
    outubro 1, 2009 6:39 pm

    Meu nome é Renner Cardoso e trabalho na CDN Comunicação Corporativa, que presta serviço de assessoria de imprensa para a Roche.

    Vi que você postou um comentário “A Espera de um Milagre”, no dia 25/9, sobre um comunicado da FDA e citou os monitores da Roche.
    E como esse assunto pode estar gerando mal-entendidos, gostaria de esclarecer alguns pontos do texto.

    Na verdade os aparelhos Accu-Chek, da Roche, não foram proibidos nos EUA e em nenhum outro país. Nem pela FDA nem pela Anvisa, pois é seguro para uso geral.

    O comunicado da FDA, que você cita, na verdade teve como objetivo apenas reforçar as informações sobre as contra-indicações que constam na bula dos monitores desde 1998.

    E essa limitação / restrição do uso dos monitores se refere somente a um grupo bem específico de pessoas:

    pacientes que estejam submetidos a diálise peritoneal com o uso do medicamento Extraneal ou que façam uso da Imonuglobulina Octagam ou do medicamento Orencia.

    E é importante destacar que esses medicamentos são administrados apenas em ambiente hospitalar.

    E todos os relatos citados pelo FDA foram de pacientes que utilizaram os medidores em ambiente hospitalar e utilizam as substâncias que interferem, conforme está escrito na bula.

    Por isso, a Roche também já reiterou e reforçou a informação sobre essas restrições de uso junto aos médicos e hospitais, mesmo sendo esta uma informação já conhecida e considerada nos procedimentos médico-hospitalares.

    Além disso, a Roche também publicou no site oficial de Accu-Chek uma nota de esclarecimento que pode ser lida neste link: http://www.accu-chek.com.br/br/noticias/compromisso.html

    Importante reiterar que o comunicado do FDA não faz nenhuma menção a diferença de até 15% nos resultados de glicemia, independente do uso de quaisquer substâncias.

    Espero com isso ter ajudado a esclarecer o assunto, e caso você precise de qualquer outra explicação estou à disposição.

  4. Julio Sandroni permalink
    outubro 9, 2009 11:14 am

    Parabéns pelo seu trabalho de divulgação e questionamento sobre os serviços e produtos que estão relacionados a diabetes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: